Há muitos livros e revistas hoje que narram a experiência de vida mais significante que uma mulher pode ter: a gravidez.

Para algumas mulheres é uma das experiências mais gratificantes que poderiam ter tido, para outras é tempo de terror e pavor. O fato de desconhecer a gravidez pode levar a uma busca por mais e mais informações, de qualquer forma, isso as mantêm bem informadas e as ajuda a ter um pouco mais de controle. A maioria das mulheres que está se preparando para ser mamãe gosta de ler sobre o crescimento do bebê. Durante a gravidez elas só procuram artigos sobre a mamãe e o bebê, o que comer, como permanecer saudável fisicamente e como evitar as estrias. É óbvio que tudo isso é muito valioso.

Raramente as revistas abordam sobre o relacionamento saudável no casamento durante esse período de mudança e preparação, sendo que um dos presentes mais importantes que podemos dar durante nessa fase é a estabilidade.

Bruce Wilkinson diz: “A coisa mais importante que um homem pode dar aos seus filhos é amar a mãe deles.” Ele poderia também ter dito que a coisa mais importante que uma mãe pode dar aos seus filhos é amar o marido dela. Deus criou o casamento como o alicerce da família e quando esse alicerce está firme, vocês estarão provendo um ambiente saudável para os filhos crescerem e se desenvolverem.

Gravidez pode exigir um pouco mais de esforço no relacionamento conjugal. A mulher passará por transformações físicas e hormonais. Uma vez que o nível emocional dela pode mostrar mudanças interiores.  Há algumas dicas para se ter um relacionamento estável em meio às mudanças.

1. Durma o suficiente: Tudo parece ruim quando você está cansada, então não coloque em risco tentando dormir a mesma quantidade de horas que você dormia antes.

2. Reserve tempo um para o outro: É fácil se tornar distraída e negligente reservando tempo somente para você.

3. Comunicar - expressem como vocês estão se sentindo, não converse apenas sobre o bebê.

4. Faça amor - a intimidade física é necessária no relacionamento, não negligencie um ao outro (se você tiver recomendação médica para abster-se, tenha certeza de expressar seu amor de outras formas).

5. Seja compreensível - considere e compreenda um ao outro durante esse tempo de transição, não seja o centro, mas esteja no centro do relacionamento.

6. Gravidez pode ser um tempo de ansiedade e preocupação, eventualmente vocês estão preocupados em como agirão como pais e também financeiramente.

 

Lembre-se que vocês devem entregar tudo a Deus e Ele os ajudará!

 

 


Marilyn Phillipps